sábado, 23 de abril de 2011

INRI Taxista

Semana santa é uma época especial. Tempo de se celebrar a Paixão, a morte e a ressurreição de Cristo. Comer peixe, chocolates e tempo onde todas as pessoas do mundo viajam ao interior para visitar suas famílias. Comigo não seria diferente. Tinha uma passagem comprada para viajar às 23:57h.

Pensei, já que a rodoviaria não é longe, faltando uns 30 minutos para o horário, eu ligo para uma companhia de táxi e peço um carro que aceite cartão, pois estava sem dinheiro na mão. Da tempo certinho.

Às 23:20h liguei para a solicitar o táxi.

- Boa Noite. Eu gostaria de pedir um táxi.

- Boa noite, o senhor já possui cadastro?

- Sim!

- Qual o nome do senhor e o telefone?

- Gustavo, 3276...

- Ok. Para onde é a corrida?

- Rodoviária.

- Ok. É para que horas o táxi?

- Pra agora moça. O mais rápido que você tiver.

- Olha senhor, a previsão de chegada ai é de 30 minutos, e por conta do ENGARRAFAMENTO na rodoviária, mais 45 minutos até lá.

- Porra! Então não. Deixe pra lá. Pego um aqui na rua mesmo.

- Obrigado senhor.

Só ai eu me dei conta da situação. A rodoviária vai estar super engarrafada e provavelmente um caos para se chegar lá. Precisava correr se não iria perder o ônibus. Do jeito que estava eu peguei a mochila, fechei o apartamento e desci o elevador. Fui até o ponto de táxi que tem próximo ao meu apartamento pra pegar algum dos conhecidos lá. O problema só seria achar algum que aceitasse cartão.

Chegando no ponto, me dirigi ao primeiro da fila. Era um dos que conhecidos.

- Opa! Boa noite. É... Você aceita cartão ai?

- Oh jovem! Cartão, não.

- Poh! Beleza.

- Mas esse de trás ai aceita oh...

Já estava ficando nervoso... o tempo tava passando e o horário do ônibus chegando. Me dirigi ao outro taxista.

- Opa... e ai? Aceita cartão ai?

- Aceita! Pra onde é a corrida?

- Rodoviária.

- Rapaz, não levo não.

- Porraéessa! Por que?

- Ta um inferno pra chegar lá, a gente vai ficar uma hora preso no engarrafamento.

- Porra brother, mas... meu ônibus...

- Levo não. Stress demais, to agüentando isso mais não.

- Puta que pariu...

O miserável me deixou louco. Agora eu acreditava que iria perder a viagem. Além de estar muito atrasado, tinha um engarrafamento gigantesco pra entrar na rodoviária, e só tinha cartão. Eu fiquei desesperado, 23:35h. Eu saí perguntando a todos os taxistas do ponto, tentando apelar para o sentimento de pena, para ver se alguém se comovia.

- Pode levar na rodoviária ali não brother? Na moral. To atrasado já... Vou perder o ônibus.

- E você velho? Eu moro aqui na rua de trás, ando sempre aqui, pego sempre táxi aqui com vocês... Vou perder a viagem velho.

- Porra, comprei ovo de páscoa ai pra família toda no interior oh! Vai perder tudo, Não acredito que vou perder a viagem velho...

Depois de tentar apelar e mesmo assim ninguém se comover com a situação, sai andando pela avenida com a mochila nas costas já me conformando com a perda do ônibus e pensando no que iria falar para os parentes. Caminhei uns 200 metros sem saber pra onde eu estava indo ou o que tava fazendo. Um táxi passou muito rápido pela avenida, e por impulso, na tentativa da ultima cartada, eu gritei...

- Oh TÁXI...

As luzes vermelhas dos freios se acenderam e ele fez a volta. Era um Palio weekend. Encostou e eu expliquei a situação

- Preciso chegar à rodoviária, em menos de 20 minutos. Sei que ta tudo engarrafado lá. Ah, eu só tenho cartão aqui.

- Calma, Entra ai.

- Nenhum taxista quis me levar... E ai vamos fazer como?

- A gente passa em um caixa 24h e você saca dinheiro, pode ser?

- Pode ser... se achar algum no caminho.

- Tem um ali no posto Ypiranga da Bonocô.

- Ta. E o engarrafamento?

- A gente para no Shopping Iguatemi que ta livre, e tu atravessa a passarela para a rodoviária, tranquilo?

Em 2 minutos de conversa o motorista resolveu todo o problema. Essa é a diferença de um bom profissional pra um ruim. Conhecer alternativas na cidade para oferecer ao passageiro de acordo com a sua necessidade. Descemos para avenida Bonocô, paramos no posto e saquei dinheiro. Pegamos o trânsito livre lá e rapidinho estávamos no shopping Iguatemi. Tudo isso não levou 10 minutos. A corrida deu R$12,25. Dei R$15,00 e mandei ficar com o troco. Atravessei a passarela e cheguei em tempo na rodoviária.

21 comentários:

Bianca . disse...

Rapaz, mesmo eu sabendo que você tinha chegado a tempo, lendo o texto aqui, eu já estava pensando que você ia se ferrar.
Mas que sorte a sua, viu.
Gostei do texto. E mais uma vez, parabéns pelo blog, que está muito bem escrito!

Um beijo!!
(f)

Juniupaulo disse...

E eu que não sabia que ele tinha chegado? Suspensedaporra!
hehe

bia santos disse...

Um taxista inteligente, vale por mil...

Afinal, cabeça não é só para usar chapéu...

Mell disse...

Chega, e fica em silêncio...que beleza eim?!
Foi Deus que pôs o weekend na hora... =)

Mosaicos de uma vida disse...

Que forma legal de contar tua história. Eu estava ficando nervosa e com raiva dos taxistas rsrsrsrsr
UFA!

Luana s silva disse...

O PIOR É QUE PODE ACONTECER NÉ KKK
FALA SÉRIO É MUITO A ASSAR OU EXCESSO DE SORTE ?

Camila Wicca disse...

Eu quase choro lendo... rs pois já passei por uma situação similar em pleno São João, tbm tenho família no interior afinal... mas fica a lição para da próxima vez vc: Sair cedo de casa e não com 20 minutos antes do horário do buzú, e ter cédula em mãos, pois nem sempre as situações que vivemos na vida estão preparadas para o mundo moderno das máquinas que o sistema nos impõe... rsrs Beijos Guivinho e "adorei" saber que nem na Semana Santa os taxistas vizinhos nossos se sensibilizam... vamos aguardar o espírito do Natal! rs :-)

Pablo disse...

Velho, tava aqui lendo e falando "pára no Iguatemi pô!" hehehe. Sorte sua que deu certo...

Paulo Bono disse...

Depois encheu o cu de ovo.

abraço

Vai de Táxi! disse...

Paulo Bono,

Deus é mais, lá ele...

felipe leon disse...

seguindo seu blog
segue o meu :


http://fleonandthecity.blogspot.com/

Jeh Pagliai disse...

Pois é, os taxisistas de hj em dia, são mesmo tão espertinhos...rs
Até os daqui de Portugal, rs

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

Jéofda disse...

nossa deixou tudo pra ultima hora ne..rsrs
mas que bom que deu certo..

abraços..

http://papiando-adoidado.blogspot.com
me visita?

Paulo Cheng disse...

Cara, que sufoco bicho, é assim mesmo, tem muito motorista prego que não sabe ser malandro e perde clientes de graça. Esse motorista merecia um ovo de páscoa Gustavo. Bicho, teu blog é muito bom, mas infelizmente as postagens não são frequente.

Abração pra ti.

Clau Souza disse...

Tu esqueceu de colocar que atravessou correndo parecendo um louco a passarela do iguatemi... Kkkkkkkkkk.. Queria muito ter visto essa cena.

'No final tudo dá certo'...

Beijoconas.
=*****

Andréia Borba disse...

Argh! Mas credo! Que suspense! Fiquei aqui agoniada, querendo saber se tinha ou não conseguido chegar a tempo... hueheheuheue!
Adorei o blog! Adorei seu jeito de escrever!
Mas, peloamordeDeus, da próxima vez sai de casa mais cedo... ;-)
Bjão! Díea

Amor e outros delírios disse...

Já estava aqui, toda ansiosa por você, achando que iria perder a passagem (rss). Mas tá vendo só... taxista presentinho de páscoa!
Achei supercriativo seu blog!
Beijos da Marie

Mauro Castro disse...

Taxistas são mesmo terríveis, cara. É o que eu sempre digo.
Hahaha há braços!!

bia santos disse...

Gustavo, ando com saudades das suas histórias...

Nah disse...

Que bênção! E bem na páscoa! :)
É, Gustavo, já ouvi dizer que a maioria das pessoas não trabalha no que gosta... Aí fica assim: Mal-amado e atrapalhando a esperança dos outros de passar a páscoa em família!
Bom fim-de-semana!
Num abandone o blog não!
Suas postagens são massa!

;)

Raquel disse...

Adorei seu blog, parabéns...